Diplomatas brasileiros em NY têm famosos como vizinhos

As residências do atual embaixador do Brasil na ONU, Antonio Patriota, e do seu irmão e adjunto, Guilherme, ocupam região concorrida de Nova York, com vizinhança repleta de celebridades.

Ontem, a Folha mostrou que o Itamaraty paga o equivalente a R$ 54 mil mensais ao embaixador Guilherme Patriota, número 2 da missão, para que pague o aluguel de seu apartamento. Segundo o governo, isso ocorre porque a moradia é considerada parte da embaixada brasileira.

No nobre bairro de Upper East Side, onde mora Antonio Patriota, fazem parte da vizinhança, por exemplo, Madonna (a duas quadras da residência oficial) e Woody Allen (a nove quadras).

Do outro lado do Central Park, perto de onde reside Guilherme, vivem o cantor Bono e o ator Al Pacino.

O edifício em que Guilherme mora tem estilo renascentista, foi construído em 1908 e já teve entre os moradores a cantora Cyndi Lauper e a diretora Nora Ephron. Entre os serviços oferecidos estão spa, academia e estúdio de ioga.

A Folha mostrou que o valor recebido por diplomatas brasileiros lotados em NY como subsídio para habitação é superior à média oferecida por empresas privadas a brasileiros na mesma cidade.

O benefício de auxílio-moradia do Itamaraty a diplomatas de cargo mais baixo chega a US$ 6.600. Para posição equivalente no setor privado, o auxílio é de US$ 4.200. O governo diz que os preços seguem pesquisa periódica de mercado.