Agentes da GCMFron já estão prontos para atuarem com servidores da Receita Federal no combate ao contrabando

Nos dias 27 e 29 de agosto, aconteceu no Auditório da Receita Federal de Ponta Porã-MS, o Curso Contrabando e Descaminho – Conceitos Básicos e Aspectos Práticos, que teve como objetivo capacitar os Agentes da Guarda Civil Municipal de Fronteira (GCMFron) para atuarem em ações conjuntas com servidores da Receita Federal de Ponta Porã no combate ao contrabando e descaminho de mercadorias estrangeiras irregularmente importadas.Durante o curso os agentes foram capacitados para entenderem os conceitos de zona primária. E atuarem na zona secundária realizando os procedimentos repressivos e administrativos em ocorrências envolvendo situações de bagagem acompanhada, conta de isenção, declaração de bagagem acompanhada/e-DBV, bens que ficam fora da cota de isenção, casos práticos que geram dúvidas durante a abordagem, mercadorias permitidas, relativamente permitida e proibida, descaminho e contrabando, procedimentos de retenção, preenchimento de termos,procedimentos de entrega de mercadorias/veículos, veículos estrangeiros e postura profissional. Segundo o Delegado da Alfândega da Receita Federal do Brasil em Ponta Porã-MS, Marcelo Rodrigues de Brito, com o referido curso os agentes da GCMFron agora estão preparados e alinhados aos procedimentos para atuarem em ações conjuntas com os servidores federais no combate ao contrabando e descaminho na faixa de fronteira. As ações serão intensificadas nos próximos dias e a prioridade das ações da GCMFron tem como alvo principal o Terminal Rodoviário de Ponta Porã, onde por determinação do prefeito Hélio Peluffo Filho-PSDB foi inaugurado. No dia 07/06/2019 o novo Posto de Atendimento e Monitoramento da GCMFron, para garantir a segurança da população que utiliza o serviço de transporte coletivo interestadual e dos comerciantes que ali trabalham. Para o Sec. Mun. de Seg. Pública Marcelino Nunes de Oliveira, missão dada é missão cumprida, e a Lei e a ordem será restabelecida naquela repartição pública que pertence e está sob jurisprudência da Prefeitura Municipal de Ponta Porã. A ocorrência acontece em Ponta Porã-MS, cidade situada a 320 km da capital Campo Grande. A Assessoria de Comunicação Social da GCMFron