Yahoo lucra no 1º trimestre sob o comando de nova CEO

Nos primeiros meses após a contratação da executiva Marissa Mayer, os números da companhia americana superaram as expectativas dos analistas

O Yahoo informou nesta segunda-feira que teve um lucro líquido de 3,16 bilhões de dólares no terceiro trimestre deste ano, um número dez vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. O crescimento foi impulsionado pela venda do portal chinês Alibaba, em setembro, que proporcionou um ganho líquido de 2,8 bilhões de dólares.

Leia mais:
Marissa Mayer quer revolucionar busca e e-mail no Yahoo!
Yahoo! vence participação na chinesa Alibaba por US$ 7,6 bi
Funcionários do Yahoo! criam pôster para a nova CEO da empresa

Descontando elementos excepcionais, o lucro por ação da empresa avançou de 21 para 35 centavos. A receita total no período recuou 1,2%, para 1,2 bilhão de dólares, superando a previsão de analistas ouvidos pela Thomson Reuters, que esperavam lucro de 25 centavos por ação e receita de US$ 1,08 bilhão. Os lucros com publicidade se mantiveram quase estáveis, apesar das receitas com anúncios ligados às buscas subirem 11%.

Esperança – «Nós acreditamos que os melhores dias do Yahoo ainda estão por vir. Temos a intenção de vencer», afirmou a CEO da empresa, Marissa Mayer, ex-executiva do Google contratada em julho com a missão de reerguer e redefinir a companhia americana. O Yahoo enfrenta uma dura luta para competir com gigantes como Google e Facebook no negócio de propaganda online, enquanto sofre perda constante de participação no mercado de buscas. Logo que assumiu a empresa, Mayer adotou medidas curiosas para levantar o ânimo dos funcionários. Entre elas, oferecer alimentação gratuita na lanchonete da companhia e a retirada do valor das ações do Yahoo da intranet, para evitar distrações causadas pela situação atual da empresa no mercado.

Na coletiva de imprensa após a divulgação dos números, Mayer destacou o «sólido terceiro trimestre» do Yahoo – o seu primeiro à frente da empresa – e apontou a melhora da receita com espaços publicitários nas buscas como um sinal dos avanços da companhia.

(Com agências Estado e France-Presse)