PEFRON apreende F-4000 com “mocó” em Amambai

Caminhonete teria recebido uma multa em uam barreira policial em SP quando estava carregada com 400 quilos de maconha


 
Uma equipe do PEFRON (Policiamento Especializado de Fronteira) na 3ª Companhia Independente de Polícia Militar, com sede em Amambai, realizou a apreensão, na madrugada dessa sexta-feira (29) na Rodovia MS-289, trecho que liga Amambai a Coronel Sapucaia, de uma caminhonete com fundos falsos, os chamado “mocós”, no assoalho da carroceria.
A caminhonete, uma F-4000 cor vermelha, placas CKH 9190 de Nova Andradina-MS, montada sob o chassi de um F-350 ano 1971, foi abordada na barreira policial quando se deslocava no sentido Amambai a Coronel Sapucaia da via.
Segundo o PEFRON, durante a abordagem o condutor do veículo, Rildo Justino da Silva, de 42 anos, segundo ele morador na capital do Estado, Campo Grande, teria relatado aos policiais que estaria se deslocando até a cidade de Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai, para visitar familiares.
Desconfiados, os policiais resolveram realizar uma checagem no veículo e descobriram que a caminhonete havia levado uma multa de trânsito na manhã de quarta-feira, dia 27 de junho, na cidade de Marília, estado de São Paulo.
Indagado sobre a multa, inicialmente Rildo teria negado que teria passado pela cidade paulista com a caminhonete, mas durante vistoria na estrutura do veículo, onde os policiais descobriram o fundo falso que tomava conta de toda a carroceria da F-4000, o motorista teria “aberto o jogo” e confirmado que de fato ele próprio teria recebido a multa em São Paulo.
De acordo com a polícia, ao notar que os policiais haviam descoberto o fundo falso, Rildo Justino, que em fevereiro desse ano (2012) já havia sido abordado por uma equipe da Polícia Militar ao passar por Amambai, na época conduzindo um veículo Audi, placas de Araras-SP, teria relatado que no ato da abordagem, quando levou a multa de trânsito em São Paulo, ele estava com a caminhonete carregada com 400 quilos de maconha no mocó descoberto pelos policiais do PEFRON durante a abordagem na madrugada dessa sexta.
Ainda segundo teria relatado Justino à polícia, ele teria descarregado a droga, que teria pegado na região de Coronel Sapucaia, em uma cidade do interior do estado de São Paulo e retornava para a região de Sapucaia, segundo a polícia, supostamente para realizar outro carregamento.
Encaminhado, juntamente com a F-4000, para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai, Rildo Justino foi indiciado em inquérito, enquadrado no artigo 33, parágrafo 1º, inciso 3º da Lei 11.343 de 2006, que trata sobre o tráfico de drogas no país e foi liberado para responder ao processo em liberdade. A caminhonete ficou apreendida.
Fonte: A Gazeta News